Meu primeiro mês como mãe

IMG_9109

Dia 18 faz um mês que o Antonio nasceu e eu queria falar um pouco sobre como tem sido tê-lo na minha vida. Os primeiros dias foram os mais difíceis, mas não pelos motivos tradicionais – adaptação, falta de tempo para dormir e etc. Antonio nasceu com uma infecção e, antes mesmo de eu ter a oportunidade de pegá-lo no colo (tive uma cesárea de emergência e estava anestesiada), o levaram para a incubadora para ser tratado. Só pude ter meu filho nos braços quando ele já tinha dois dias de nascido e ele só foi pra quarto com quatro dias. Foi tudo muito difícil, mas passou. Foram 9 dias no hospital para mim e 8 para ele, quando saímos eu já não aguentava mais, mas passaria por tudo de novo.

Em casa as coisas ficaram mais fáceis, só de ter minha mãe por perto e de não ter mais que ver meu filho com acessos nas mãos ou nos pés, tudo já ficou melhor. O processo de adaptação, de conhecermos um ao outro é mesmo complicado, entender o que seu filho quer logo é minimizar a angústia dele, e por isso é tão importante. As noites tem sido melhores do que o que alardeiam por aí, tem noites que ele dorme menos, em outras dorme mais, mas não é nada tão cansativo assim. E a amamentação é um momento de contato incrível entre mãe e filho.

A verdade é que nada do que possa ter acontecido de ruim ou de difícil importa, só ter o privilégio de olhar pra esse rostinho lindo todos os dias, de poder sentir esse cheirinho delicioso de bebê, de sentir o calor do corpinho dele encostado em mim, de ver os sorrisinhos que ele dá depois de mamar, faz qualquer dificuldade valer a pena. Espero que os próximos meses sejam tão incríveis quanto esse tem sido. ♥

Ser mãe é ainda mais incrível do que eu pensei que poderia ser, é um amor que não tem como explicar.

IMG_9091

Siga acompanhando o Olhando por aí:  Fanpage  Youtube  BlogLovin’  Instagram  Twitter  Skoob  Goodreads

assinaturatayna

 

Eu sumi, mas por um bom motivo

IMG_9022

Sim, o Antonio chegou! E já veio trazendo alegrias e fazendo bagunça! Com isso, pelo menos nesse primeiro mês, vou ter menos tempo e devo aparecer menos por aqui, mas isso não quer dizer que largarei vocês. Só precisamos de um tempinho para nos conhecermos melhor e, sempre que conseguir, venho aqui dar um oi e trazer novidades!

Enquanto isso, deixo essas fotos do meu lindo filhote (sim, sou coruja) para vocês admirarem.

IMG_9021

IMG_9005

Siga acompanhando o Olhando por aí:  Fanpage  Youtube  BlogLovin’  Instagram  Twitter  Skoob  Goodreads

assinaturatayna

 

Chá de bebê/ Chá de fraldas – valeu a pena?

IMG_8848

Antes de realizar o chá do Antonio (no caso os chás, mas já explico melhor), eu tinha muitas dúvidas de se valeria ou não a pena gastar tempo e dinheiro com a produção do evento. Especialmente porque não sai baratinho e nunca sabemos de fato quantas pessoas comparecerão. Por conta disso vim aqui contar minha experiência com os dois eventos que organizamos para que vocês tenham alguma informação quando forem fazer o de vocês.

Dividir para conquistar

O fato é tínhamos uma lista enoooorme de pessoas que gostaríamos de convidar e não tínhamos nenhum espaço que coubesse tanta gente. Pensando nisso, resolvemos fazer dois eventos distintos: um seria um churrasco, mais informal, com os amigos do Felipe da época da escola e da faculdade (eles são um grupo bem grande e unido, umas 40 e tantas pessoas, contando as namoradas) e um chá de fraldas tradicional para nossas famílias e os meus amigos (na lista eram cerca de 70 pessoas).

Dividindo, ficou mais fácil de ter algum controle sobre quantidades de comida e bebida e, além disso, de organizar a logística de espaço.

O Churrasco

IMG_8768

A ideia de fazer um churrasco surgiu porque a maioria dos convidados desse dia eram os meninos e eles sempre se reúnem  para fazer churrascos, então foi a escolha mais natural. Foi o mais tranquilo de organizar, tanto pela quantidade de pessoas, quanto pela simplicidade do churrasco em si, que é mais tranquilo de calcular quantidades e tudo o mais.

IMG_8785

Acabou que ainda fomos surpreendidos, o chá foi no dia 7 de setembro e nós fazemos aniversário pouco antes disso, Felipe no dia 5 e eu no dia 6. Por isso, nossos amigos (liderados pelo padrinho do Antonio, o Cesar) resolveram nos fazer uma surpresa com bolo, docinhos e vela dos nossos times, foi bem divertido.

IMG_8787

O Chá

IMG_8815

Esse quase me matou do coração. Por diversos motivos. O principal deles é que ele precisou ser adiado em uma semana, ele seria realizado no dia 13, mas foi transferido para o dia 20. O motivo? Quem viu o vídeo do resumo de agosto, sabe que eu fui internada e isso aconteceu exatamente um dia depois do churrasco. Pois é… como fiquei vários dias no hospital, não sabíamos se eu teria alta antes da data marcada para o chá e resolvemos adiar. Acabou que eu saí do hospital no dia 12, mas foi a melhor decisão que tomei, já que nos primeiros dias ainda sentia muita tontura.

IMG_8852

Outra coisa que me estressou bastante foi a organização em si. São muitos detalhes (comida, bebida, decoração, arrumação do espaço, aluguel de mesas e cadeiras) para organizar e a maioria das coisas você só pode fazer no próprio dia. Em resumo: fui tomar banho para me arrumar para a festa 10 minutos antes da hora marcada para começar (e isso porque larguei minha família e a madrinha Thalita terminando de arrumar as coisas).

IMG_8812

Com exceção dos doces, a comida foi toda encomendada (sem condições de fazer ou fritar 750 salgados), inclusive o bolo. A decoração foi comprada, em sua maioria, no Saara. As exceções são os móbiles, que fizemos em casa, o varal de roupinhas (que meu irmão esqueceu de fotografar) que eu mesma fiz com EVA, assim como os sapatinhos. Essas palavras na mesa foram compradas também no Saara (mercado popular aqui do Rio) e pintadas pela mãe do Felipe.

IMG_8905

Não vou colocar aqui todas as fotos (sim, foram muitas), mas acho que deu para ter uma noção do que rolou. Nessa foto, minha prima e madrinha de consagração do Antonio, Esthela, eu, Felipe e meu irmão e padrinho de consagração (e fotógrafo desse dia especial), Matheus.

E afinal, valeu a pena?

Valeu muito a pena, mas devo dizer que isso é muito relativo. Para nós valeu a pena pela reunião de pessoas, pela confraternização, mas também porque temos amigos e família generosos. O nosso chá era apenas de fraldas, mas ganhamos bem mais que isso. Até os amigos que trouxeram só as fraldas, em sua maioria, trouxeram pacotes enoooooormes (ganhamos até uma caixa com 200!). Então, vai de como está a situação financeira. Na festa você pagará tudo a vista e as fraldas você pode comprar conforme a necessidade. Com o que ganhamos mais do que pagamos os dois eventos, mas para nós só o fato de ter todo mundo perto, desejando boas coisas, já não teve preço.

Siga acompanhando o Olhando por aí:  Fanpage  Youtube  BlogLovin’  Instagram  Twitter  Skoob  Goodreads

assinaturatayna