Resenha: Subindo pelas paredes [Wallbanger] – Alice Clayton

alalallala

Sinopse:

A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é uma promessa de que dias – e noites – agitados virão. Ela não poderia imaginar que dividiria a fina parede do seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não, Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes. Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina talvez seja o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos. Em Subindo pelas paredes, Alice Clayton mistura humor, paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar.

Impressões e Citações:

ahhahaha

Recebi esse livro através da parceria do blog com a Benvirá. Fui bem difícil decidir se achei a história boa ou não (sim, isso acontece). O problema é que eu estou bem cansada de ler chick-lits e afins. Sei lá, estou numa fase diferente de leituras. Não sei como vocês são com as leituras de vocês, mas eu passo por fases: tem épocas que leio muitos suspenses, muito terror, muito romance e vou variando. E não adianta, quando estou numa fase de ler algo específico, ler outras coisas não me causa o mesmo furor. Mas vamos ao livro em si.

Como eu disse, o livro é um chick-lit que conta a história de Caroline, uma  designer de interiores que acaba de se mudar para um novo apartamento e, já em sua primeira noite, é acordada na madrugada por um quadro que cai em sua cabeça. O motivo? Um vizinho com  a vida sexual nada tranquila. Ao longo de cerca de uma semana, ela consegue entrever três diferentes mulheres saindo da casa de seu vizinho, enquanto ela está solteira e há muito tempo sem um orgasmo (acho que cabe avisar que o livro é +18).

Após diversas noites sem conseguir dormir, Caroline é interrompida pelos sons no apartamento ao lado, durante uma tentativa de reencontrar seus orgasmos sozinha. Isso a enfurece e a leva a bater na porta do vizinho, que era um gato.

A parede passou a tremer, e as batidas da cama começaram. Já chega.
“Ria disto, sua piranha!” Eu me levantei… Marchei até a porta de entrada, meus saltos esmurrando o assoalho de madeira. Estava mais que furiosa. Estava lívida. Tinha chegado tão perto. Escancarei a porta da frente com a ira de um orgasmo interrompido. Comecei a martelar a porta dele. Martelei e martelei, como Clooney estivera prestes a fazer. Bati de novo, sem esmorecer, sem trégua. Ouvi passos rumo à porta, mas não parei. A frustração do dia e da semana e dos meses sem O rompeu em uma invectiva jamais vista. Então, a porta se abriu, e eu vi. Lá estava ele. Simon… Simon era deslumbrante. Claro que era.

A partir desse ponto, algumas coincidências acontecem e os dois se encontram fora do ambiente do prédio e dão início a um flerte quase descarado que dá ao livro uma gostosa tensão sexual, mas que em algum ponto, cansa.

lalal

Eu decidi dar quatro estrelas porque o livro atende bem o que promete, minha insatisfação tem mais a ver com o que eu tenho curtido mais ler esses dias do que com o livro em si. O clima do livro me lembrou um pouco Cinquenta Tons de Cinza, mas sem a parte sadomasoquista da coisa toda… a tensão sexual é similar (e ambos eram fics de Crepúsculo, talvez seja por isso).

Onde comprar?  Saraiva | Livraria Cultura

Nota: 

Quem quiser acompanhar o Olhando por aí é só seguir:  Fanpage ❤ Youtube ❤ BlogLovin’ ❤ Instagram ❤ Twitter ❤Skoob ❤ Goodreads

tayna

Um comentário em “Resenha: Subindo pelas paredes [Wallbanger] – Alice Clayton

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s