Resenha: Como eu era antes de você – Jojo Moyes

IMG_8459

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Impressões e Citações:

IMG_8445

– Fale com ele, pelo amor de Deus. Claro que ele se sente infeliz. Está preso a uma maldita cadeira de rodas. E você certamente está sendo inútil. Apenas fale com ele. Conheça-o. Qual a pior coisa que pode acontecer?

Vocês escolheram, então aqui estou eu para fazer a resenha de Como eu era antes de você. Vou dizer a verdade: não queria que esse fosse o escolhido. Não me entenda mal, eu amei o livro e vocês vão entender o porque ao longo dessa resenha, mas ele também me fez sofrer. Foi uma das leituras mais difíceis que fiz na vida, do ponto de vista emocional. Chorei como um bebê diversas vezes ao longo da leitura e sabia que resenhá-lo ia trazer esses sentimentos de volta.

– Às vezes, Clark, você é a única coisa que me dá vontade de levantar da cama.

Louisa tem 26 anos e trabalha em um café (e adora o emprego). Porém, o proprietário precisa vender o estabelecimento e a demite. Neste momento, Louisa fica perdida, sem ao menos saber por onde começar, já que não possui nenhuma especialização e sempre trabalhou no café. Para piorar as coisas, seus pais precisam da ajuda financeira dela, uma vez que a fábrica aonde o pai trabalha pode fechar a qualquer momento.

Ela vai até a central de empregos da região e percebe que não possui qualificação para nenhum dos trabalhos disponíveis. Chega a tentar uma fábrica de frangos, mas essa não é mesmo sua praia. Já cansada de procurar, surge uma vaga de cuidadora, apesar de sua falta de qualificação, ela vai atrás da oportunidade e acaba ganhando o emprego. E aqui começa a história de fato. Louisa passa a ser a acompanhante de Will, um jovem de pouco mais de 30 anos, que perdeu os movimentos em um acidente, tornando-se tetraplégico. Will é extramente mal-humorado e rejeita a presença dela por um bom tempo. Mas a animação e a alegria de viver de Louisa acabam contagiando em parte Will e ela passa a ser muito importante para ele.

 Não quero viver assim, mãe. Não é a vida que quis. Não há perspectiva de recuperação, então, é bastante razoável pedir para acabar com isso da maneira como eu ache adequada.

IMG_8446

O que me parece ter sido o grande motivo de Will se afeiçoar a Louisa, foi que ela o trata como um igual, como uma pessoa comum, que possui limitações físicas, mas que continua a pensar e quer ser tratado como qualquer outro. Logo no início da história, Louisa descobre que Will já tentou suicídio e que, em seis meses (mesmo tempo do seu contrato), ele irá para uma clínica na Suíça para acabar com a própria vida. Isso cria um dilema tão grande na cabeça de Louisa que ela quase desiste de trabalhar na casa da rica família de Will. Porém, com ajuda de sua irmã (que é retratada como a inteligente da família), ela pensa em um plano para fazer Will voltar a ter vontade de viver. Começa então uma saga de buscas pela internet em fóruns e sites especializados em tetraplegia, sempre em busca de atividades que possam ser feitas com alguém nas mesmas condições que ele. Canoagem, bungee jump, natação, enfim… são diversas as opções possíveis, especialmente para alguém com as condições financeiras de Will.

O empenho de Louisa é enorme e isso afeta seu relacionamento já debilitado, especialmente depois que Patrick, seu namorado, descobre que Will não é um cara horroroso, muito pelo contrário, é um homem bonito, bem vestido e educado. Fica evidente desde o início o pouco interesse de Patrick em Louisa, o excesso de críticas e as indiretas dão ideia do quanto esse relacionamento vai mal.

Essa é uma história muito bonita e muito difícil. Uma história de amor, no sentido mais puro da palavra. Um amor sem limites, que não vê fronteiras, que não se deixa abater. Sofri todas as vezes que Will ficou doente, ri em cada tirada irônica e me surpreendi diversas vezes. Acho que o ponto aqui é pensarmos o que faríamos em uma situação como a de Louisa. É difícil se colocar no lugar de Will, pois as limitações que ele tem são impensáveis para alguém saudável.

Certamente entrou pra minha lista de favoritos.

Onde comprar? Submarino | Saraiva | Livraria Cultura

Nota: 

Quem quiser acompanhar o Olhando por aí é só seguir:  Fanpage ❤ Youtube ❤ BlogLovin’ ❤ Instagram ❤ Twitter ❤Skoob ❤ Goodreads

tayna

6 comentários em “Resenha: Como eu era antes de você – Jojo Moyes

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s