Vamos celebrar a estupidez humana…

…a estupidez de todas as nações. O meu país e sua corja de assassinos covardes, estupradores e ladrões ♫

maracana_ap

Tristeza: é a palavra que define o que sinto hoje. E não pensem que é pelo rebaixamento do meu clube, porque não é. Foi-se o tempo em que o futebol me tirava de casa, me levava aos estádios e que tinha a capacidade de me comover: para bem ou para mal.
O que me entristece hoje é ver a extensão da estupidez do homem. Transformaram futebol em arena de gladiadores. Transformaram entretenimento em violência gratuita. Não estou aqui para apontar culpados: está errado não poder haver policiamento no estádio, está errado aquele que invadiu a área da outra torcida em busca de confusão e está errado aquele que, sob a desculpa de estar se defendendo, levou a agressão às últimas conseqüências.  E quem sofre com isso? O pai que levou seus filhos ao estádio no intuito de apoiar o clube, o torcedor que achou que estava indo assistir um espetáculo de futebol (e não uma luta do UFC) e todos nós, todos nós que achávamos que violência nos estádios era coisa do passado, que acreditávamos estar em segurança ao levarmos nossa família para um jogo.
Mexe comigo ver a que ponto algumas pessoas podem chegar por um esporte que não agrega em nada na vida de ninguém: ninguém sai mais culto, mais rico, mais bonito, mais magro ou mais gordo de uma partida de futebol. Você pode até sair mais feliz (ou mais triste), mas vale mesmo apena pagar tão caro pra correr tantos riscos? Ouvi alguns dizerem ontem que “se fosse aqui no Rio isso não teria acontecido, a polícia aqui não perdoa”, mas será que é isso que queremos? Será que seria mesmo melhor que tudo aquilo tivesse acontecido perto de uma “polícia que não perdoa”. Não temos como prever o que poderia ter sido, mas acredito que as consequências poderiam ter sido ainda mais desastrosas, afinal a polícia do Rio já provou inúmeras vezes que não tem critérios, que pra conter o errado, bate no certo. Imagina o montante de pessoas que poderia ter se machucado nessa confusão? E não apenas aqueles que estavam dispostos a brigar, como foi o caso.
Cabe a cada um de nós pensar como temos agido e de que modo estamos educando nossas crianças, para que possamos ao menos tentar salvar a próxima geração desse mal chamado violência.

Desculpem pelo desabafo, mas eu precisava falar.

Quem quiser acompanhar o Olhando por aí é só seguir:  Fanpage ❤ Youtube ❤ BlogLovin’ ❤ Instagram ❤ Twitter ❤Skoob ❤ Goodreads

tayna

4 comentários em “Vamos celebrar a estupidez humana…

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s