Resenha: Todo Mundo Que Vale a Pena Conhecer – Lauren Weisberger

todo-mundo-que-vale-a-pena-conhecer-lauren-weisberger_MLB-F-3560999175_122012

Sinopse: 

 Bette Robinson só anda apressada pelas ruas de Manhattan, correndo pra baixo e pra cima, em seu emprego “semi-escravidão” no banco UBS. Ela já está cansada das 80 (!) horas de trabalho semanais, do cubículo claustrofóbico e das detestáveis frases-do-dia de seu igualmente detestável chefe. Aos 27 anos, a impulsiva Bette tem a certeza de que não vai sentir saudades do emprego. Ela decide se arriscar: simplesmente pede demissão, diz adeus e bye- bye.
Graças a um tio colunista social, Bette conhece a diretora da Kelly & Company, a agência de RP e Eventos mais bacana de Nova York. De uma hora para outra, ela tem um emprego novinho em folha, cuja principal exigência é ver e ser vista. As novas responsabilidades de Bette passam a ser – morra de inveja! – frequentar as boates mais descoladas de Nova York e organizar as festas mais concorridas, de preferência as que atraiam celebridades como Jerry Seinfeld, Jay-Z e James Gandolfini.

Siiiiim, mais um besteirol de menininha do tipo que a gente  simplesmente AMA! Eu, pelo menos, tento sempre ler um livro mais “sério” seguido de algo como “O Diabo Veste Prada”, também da Lauren. Me ajuda a me manter sempre mais ligada no universo feminino e coisa e tal. Mas vamos ao livro?”

Bette é uma filha de naturebas ripongas que termina a faculdade e vai trabalhar em um banco, para o desgosto dos pais. Após cinco anos sofrendo em seu micro espaço de trabalho e sendo atormentada por um chefe que não permite que ela busque seu próprio almoço (!), Bette resolve pedir demissão. Sem nenhum plano em mente, ela acaba conhecendo a dona de uma empresa de relações públicas em um jantar e acaba indo trabalhar com produção de eventos. Bette, que nunca ligou para moda e para o próprio corpo, acaba caindo em um mundo em que isso é tudo que importa.

Seu trabalho exige que ela frequente as mais badaladas festas de Manhattan. Em uma dessas festas, Bette conhece Philip Weston, um advogado inglês lindo e super desejado. Bette acaba em sua cama, sem saber muito bem como. Aos poucos ela se vê envolvida em um relacionamento, que sempre dá a ela a sensação de não ser real. Sua chefe parece ficar muito feliz com o romance e sua vida pessoal se mistura com a profissional da pior forma possível. Quando parece  que não dá pra piorar, um tablóide começa a perseguir o casal, publicando todas as suas aparições.

O livro é divertido, mas pra mim, só fica bom mesmo quando Bettina se apaixona (sem spoilers, sorry). O mocinho é deliciosamente perfeito (sério, to apaixonada).

“(…) Eu jamais poderia namorar uma pessoa como ele. Mesmo que ele tenha abdome de tanquinho.”
“Tanquinho, é? Melhor do que este?”- ele levantou a camisa, revelando uma barriga sarada.
“Ave Maria”- eu ofeguei.

Nota: 

 

Quem quiser acompanhar o Olhando por aí é só seguir:  Fanpage ❤ Youtube ❤ BlogLovin’ ❤ Instagram ❤ Twitter ❤Skoob ❤ Goodreads

tayna

 

7 comentários em “Resenha: Todo Mundo Que Vale a Pena Conhecer – Lauren Weisberger

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s